Em abril de 2015, a reprap.me abriu uma campanha na plataforma de crowdfunding Kickstarter com a intenção de produzir uma extrusora compacta, capaz de utilizar 3 cores em simultâneo!

Esta campanha foi um sucesso, e, para quem perdeu os early birds da campanha, já pode adquirir a extrusora no site da empresa!

O bocal de impressão, conforme imagem abaixo, é o componente chave para esta extrusora. A empresa fornece kit's completos, incluindo o suporte para alguns modelos de impressora 3d populares, como a Prusa I3.

A imagem abaixo mostra a anatomia da extrusora. Falta ainda adicionar os tubos de Teflon, assim como os 3 motores que accionarão o plástico!

Visto que nem todos os controladores suportam 3 extrusoras, será também necessária a aquisição de uma placa de controlo, ou então a modificação da placa que utiliza actualmente, de maneira a adicionar mais 2 controladores de motor passo a passo (Apenas um sensor de temperatura será necessário!)

Obviamente, também deverá adicionar à lista de compras mais 2 motores passo a passo e respectivas engrenagens!

Numa recente comunicado de imprensa, a nvidia revelou a sua próxima plataforma, afirmando dirigir-se para o mercado dos Drones!

De maneira a não ficar limitado apenas a voar com controlo remoto (embora seja possível executar ordens sem controlo remoto directo), eis que surge um dispositivo com uma elevada potência de processamento, graças ao seu processador quadcore ARM A54 de 64 bits, assim como o poderoso processador gráfico com 256 cores, com 1 teraflop, baseado na arquitectura Maxwell, a mesma que equipa por exemplo a GTX980. A Nvidia já tem em pré-encomenda uma placa de desenvolvimento, com um custo de 599$, ou um módulo que pode ser adquirido por 299$ para quantidades acima de 1000.

Esta enorme capacidade de processamento com um baixo consumo energético, permite assim ter uma plataforma que possa ser utilizada como companion computer, capaz de detectar e classificar obstáculos com um relativo baixo custo!

Embora já existam alternativas, tal como a Raspberry Pi 2 cujo processador gráfico não suporta totalmente a norma OpenCL, ou a Odroid XU4, cujo suporte para OpenCl não é o melhor...

A Nvidia não só disponibiliza o hardware, mas também o software, criando assim um ecossistema maduro, garantindo já o suporte ao Ubuntu 14.04 LTS. 

A DJI já possui um produto, o Manifold, que utiliza o SoC anterior o Tegra K1, capaz de 326 gigaflops, com um consumo máximo de 15W com um custo de €549...

A consola Wii tem alguns acessórios para o seu comando, entre eles o magnifico Nunchuck!

Este magnífico acessório tem uma comunicação por I2C e tem os pinos da seguinte maneira:

1 - SCK - Serial Clock do barramento I2C

2 - NC - Sem ligação

3 - GND - Massa da alimentação

4 - 3.3V - Tensão de alimentação

5 - Present - Pino de deteção (valor lógico alto caso esteja ligado ao comando)

6 - SDA - Serial Data do barramento I2C

 

O endereço do comando é o 0x52 e funciona a uma velocidade de 100KHz. deixo aqui um pequeno pseudocódigo para fazer o interface:

    Iniciar periférico I2C a 100KHz;

    Escreve no endereço 0x52: 0x55, 0xF0;

    Escreve no endereço 0x52: 0xFB, 0x00;

 

Para fazer a leitura dos dados:

    Inicio;

    Ler 6 Bytes no endereço 0x52

 

  bit
Byte 7 6 5 4 3 2 1 0
0x00 Joystick X [7:0]
0x01 Joystick Y [7:0]
0x02 Acelerometro X [9:2]
0x03 Acelerometro Y [9:2]
0x04 Acelerometro Z [9:2]
0x05 Az[1:0], Ay[1:0], Ax[1:0], C,Z

A tabela anterior mostra como se interpreta o resultado: primeiros 2 bytes dão a informação do joystick, em XX e YY, variando entre 0 e 255. Os bytes 0x02, 0x03 e 0x04 dão a informação dos bits mais significativos [9:2] da aceleração nos eixos XX, YY e ZZ, e finalmente, o ultimo biteretorna os bits menos significativos de aceleração dos eixos, assim como o estado dos botões C e Z!

Curiosidade: O projecto MultiWii começou com a utilização deste controlador para estabilização dos primeiros quadrotors!!!

 

Antes do surgimento da raspberry pi, se querias um computador capaz de fazer uma tarefa simples, que gasta-se pouca energia e ocupasse pouco espaço, podia-se adquirir um pequeno computador como uma motherboard em Mini-ITX, que custava umas valentes coroas. O que muita boa gente não sabia, e que poderia ter um desses computadores a espalhar o seu sinal de wifi :D

Lançado pela primeira vez em 2004, para o router da WR54G baseado no código GPL e a buildroot do projecto uclibc. Esta primeira versão serviu para a base de criação de diversas aplicações para expandir a funcionalidade dos routers.

Actualmente na versão Chaos Calmer (todas as versões deste software têm nomes de bebidas brancas) existe suporte a toneladas de routers diferentes, assim como ports para outros sistemas embebidos, como por exemplo a raspberry :D

Este software permite a criação de aplicações, sem a necessidade de utilização dos drives específicos para cada processador, ganhando cada vez mais popularidade!

Se o teu router for suportado (podes consultar aqui), tens um conjunto infinito de possibilidades, dependendo claro das capacidades do mesmo. Pode-se adicionar led's, botões, periféricos por UART, SPI, I2C, caso sejas corajoso :D!